Me bateu uma vontade de chorar.
Aparentemente sem explicação.
Me deu um nó na garganta, um aperto aqui no peito.
Eu tentei me controlar, não teve jeito.

Foi talvez uma lembrança da infância,
Uma dor dessas que ficam escondidas.
Ou quem sabe veio à tona,
Nosso história de amor mal resolvida.

Algum trauma, algum medo muito grande,
Um desejo, uma saudade reprimida.
E por mais que eu não queira,
Pode ser a sua ausência em minha vida.

Meu desespero quando você foi embora,
Era preciso não deixar transparecer.
É que ninguém tem nada a ver com meus problemas,
Até de mim, eu consegui me esconder.

Mas esse homem forte, tão determinado,
Que pode tudo e não aceita se entregar.
Entrega os pontos abre os braços e a janelas,
Se você quiser voltar.


Se você quiser voltar.

Vídeo incorreto?