Estou aqui como um barco na tempestade que não voltou
A navegar por esse mar cheio d surpresas d quem amou
A vida nem sempre nos faz sorrir
O tempo não mais voltara atrás

Refrão:
Voltei a pedir o teu abraço
Doeu dizeres que não
Tentei e abusei dos meus princípios
Agora digo que não
É a palavra da razão

Foram noites que jamais esquecerei de tanto amor
De corpo e alma entreguei meu sentimento ao teu sabor
As feridas que guardo de tanto sofrer são provas
Sinais até morrer

(refrão)

Voltei a pedir o teu abraço
Doeu dizeres que não
Tentei e abusei dos meus princípios
Agora digo que não
É a palavra da razão

Voltei a pedir o teu abraço
Doeu dizeres que não
Tentei e abusei dos meus princípios
Dei o que dei sem dares a mão

Voltei a pedir o teu abraço
Doeu dizeres que não
Tentei e abusei dos meus princípios
Agora digo que não
É a palavra da razão

Vídeo incorreto?