Valsa

Minha Esmeralda tão verde, mais verde do que as olivas
Neste mundo chimarrão, tu es doce e terna nativa -
Campos, colinas e serras, iguais não verei jamais
Sou ébrio da minha terra nas taças dos pinheirais.

Minha saudade galopa nos bosques cheios de flores
Ao despertar grandes tropas nos campos dos meus amores

Esmeralda, Esmeralda
Berço verde de esperança
Esmeralda, Esmeralda
Pra ti serei sempre criança.

Morena formosa tão linda dos olhos de um verde sem fim
Iguais as paisagens da terra, meu bem querer é assim -
Eu levo um destino gaudério, deixando horizontes pra traz
Carrego um sonho comigo: Um ranchinho, teu amor e nada mais.

Minha saudade galopa nos bosques cheios de flores
Ao despertar grandes tropas nos campos dos meus amores

Vídeo incorreto?