Fui num pagode acabou a comida
Acabou a bebida acabou a canja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Me disseram que no céu a mulher do anjo é anja
Eu já disse à você
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Vou engomar meu vestido toda enfeitado da franja
Eu falei pra você
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Eu te dou muito dinheiro e tudo você esbanja
Eu já disse à você
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Olha lá seu coronel, o soldado que é peixe se enganja
O que sobrou pra mim? o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Toma cuidado pretinha, que a polícia já te manja
Eu já disse a você
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Não lhe dou mais um tostão, vê se você se arranja
Eu falei pra você
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Só caroço de azeitona que veio na minha canja
Eu já disse à você
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Vou vender minha fazenda, vou vender a minha granja
Eu falei pra você
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Você sempre foi solteira, um marido não arranja
Eu já disse à você
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
E le, le, le, cuidado com minha franja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
E Laia, laio, você se esbanja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja
Sobrou pra mim o bagaço da laranja

Vídeo incorreto?