Incrível Fantástico extraordinário
Crime na cidade na boca do lixo
Cadê o bicho, cadê o bicho, cadê o bicho, cadê o bicho (bis)

Zé da Rosinha malandro
Deu mole deixou a desejar
Recebeu um convite por causa do bicho
Seu depoimento teve que prestar
Ao delegado carvalho
Meio invocado achou esquisito Pois no chão da barraca do Zé (meu compadre)
Tinha vestígio do bicho

Cadê o bicho, cadê o bicho, cadê o bicho, cadê o bicho

O delegado Carvalho
que não é otário foi lá conferir
Com a patota da rota
O pobre do Zé teve que seguir
Com a chegada na porta
Foi um corre-corre gritaram sujou
Ninguém eentendia mais nada malandro
Foi aí que o bicho pegou

Refrão

Passada a correria veio da Rosinha uma explicação
Sabe como é delegado
Um pobre azarado sofre tentação
O senhor não está vendo a fumaça
Pra que arruaça, não fica bonito
È que o coitado do Zé Só estava querendo assar um cabrito

Refrão

Vídeo incorreto?