Parece flor, se abrindo, matando a sede
No orvalho, na folha verde
Que tece beijando pétalas
No fundo meu quintal

Uma maçã,
Madura, colhida bem cedo no pé
Menina dengosa, formosa mulher
Poema de rimas e versos de frases nuas

Parece lua, vestida de nuvens claras
Eclipse em noites raras,
Sob os olhos das estrelas

Brisa do mar, cor do verão,
Luz no olhar, claro clarão
Pra sossegar meu coração
Um dia quero tê-la

Coladinha a mim
Sentindo seu amor, seu bem querer
De manhã lhe acordar com um beijo
Fazê-la adormecer

No calor do meus braços
Entre um afago e um cheiro
Vem prá ser meu canteiro de flor
Faça frio, faça sol o que for,
Quero ser o seu amor primeiro

Vídeo incorreto?