Filho meu, pra que ficar assim?
As promessas que fiz eu irei cumprir
Olha aqui, enxugue seu olhar
se levante do chão, pare de chorar
Não me esqueci de ti, voce pode acreditar

Com gemidos inexpremiveis, o espírito fala de você
Eu estou aqui e tambem quero lhe dizer
que essa prova é nada comparada ao meu grande poder
Eu sustento a terra com a palma da mão
Eu falo com o vento, dou ordem ao trovão
Abalo o soberbo e levanto o caído e do derrotado eu faço campeão
Eu assopro o vento e faço o mar se abrir
Eu estendo as mãos faço o inferno sumir
Não, não há ninguem que possa me impedir
quem se atrever levantar é só pra cair

A promessa que fiz prevalecerá
Não tem borracha do inferno que possa apagar
Dê um brado de vitória é só glorificar
que essa tempestade vai passar
É só vitória filho, comece a louvar
É só vitória filho, comece exaltar
É só vitória, vitória, vitória, vitória, vitória, vitória
hoje neste lugar

Vídeo incorreto?