Sou cowboy, levo a vida de peão
Em meu cavalo pela estrada a cavalgar
Sou um rancheiro solitário, sonhador
Não há fronteiras que eu não posso atravessar

Sou cowboy, sou violeiro
O meu destino é viver sem paradeiro
Sou cowboy, sou violeiro
O meu destino é viver sem paradeiro

Nas cantinas das cidades onde chego
Eu faço festa, toco banjo e violão
Homens valentes se transformam em meus amigos
Lindas mulheres se derretem de paixão

Sou cowboy, sou violeiro
O meu destino é viver sem paradeiro
Sou cowboy, sou violeiro
O meu destino é viver sem paradeiro


Nas cantinas das cidades onde chego
Eu faço festa, toco banjo e violão
Homens valentes se transformam em meus amigos
Lindas mulheres se derretem de paixão

Sou cowboy, sou violeiro
O meu destino é viver sem paradeiro
Sou cowboy, sou violeiro
O meu destino é viver sem paradeiro

Vídeo incorreto?