Olha aqui essa menina
Também sinto o que tu sente
E se "temo" namorando
É tocar a ficha pra frente
Vai tirando o teu brinquinho
Que eu já saco as minhas esporas
E escuta bater no zinco essa chuvinha lá fora

Pra o amor isso apetece
Anda puxa esse xergão
E vem cá te aquerenciando
Nos braços desse peão

Na tapera dos barrancos
Longe dos olhos da estância
Te proponho pelo a pelo
Teu amor, minhas confianças
Vamo derreter esse gelo e ficar fazendo criança

Sei não tenho paradeiro
Mas posso até te jurar
Que se nós juntar os trapos
Eu paro de gauderiar
Esqueça a língua do povo
Caluniando esse vivente
Mas tá nas tuas mãozinhas pelar essa batata quente

Não vá me negar o estribo
Desse jeito eu fico louco
Minha égua e teu cavalo
Que esperem mais um pouco

Na tapera dos barrancos
Longe dos olhos da estância
Te proponho pelo a pelo
Teu amor, minhas confianças
Vamo derreter esse gelo e ficar fazendo criança

Vídeo incorreto?