Na praia, sentado na areia
Eu olho as ondas
Que vão e que vêm
E sozinho, no exato momento
Vem no pensamento
O rosto de alguém
Que um dia me deixou tão triste
Dizendo: Nada mais existe
Entre você e eu
Me deixando só com a saudade
Que infelicidade esse seu adeus

O sol ardendo em meu corpo
Fez lembrar seu calor
Onde já me aqueci
E a brisa afagando meu rosto
Senti o seu gosto
Quase enlouqueci
Eu ali, feito aranha sem teia
O seu nome na areia
Comecei a escrever
Então, como numa emboscada
Uma onda malvada
Fez desaparecer

Se um dia resolver voltar
É só me ligar
Que ansioso, te espero
Pra te dar amor e guarida
E viver minha vida
Com você, que mais quero.

Vídeo incorreto?