Meus amigos, estou chegando
Pra essa apresentação
Eu quero pedir licença
Pra eu cantar nesse chão
Eu sou piracicabano
Com muita satisfação
No braço dessa viola
Mostro minha inclinação

Canto moda sertaneja
E defendo meu sertão
A minha caneta escreve
O que pede o coração
Minha voz sai da garganta
Cantada com emoção
Sou caboclo violeiro
Vou mantendo a tradição

Cantar em cima de um palco
É a minha profissão
Levo alegria pro povo
No compasso da canção
Fica aqui o meu abraço
E o meu aperto de mão
A todos que estão me ouvindo
Que Deus dê a proteção.

Vídeo incorreto?