Resolvi dar um balanço na minha vida agitada
Certas coisas que eu faço, que resolvem quase nada
Eu cheguei à conclusão, que vivo dando mancada
Nesses versos eu explico, me cansei de pagar mico
É tudo barca furada

Muitos anos lá na praça, eu tive conta corrente
Tinha meu talão de cheques, pagava as contas contente
Se meu saldo fosse baixo, encostava no gerente
Mas sempre levava susto, pois pagava um alto custo
Debitado de repente

Eu dispenso a Internet para me comunicar
Prefiro ir ao correio pra minha carta mandar
Escrever linha por linha, depois, em baixo, assinar
Pode ser mais trabalhoso, mas eu acho mais gostoso
Lamber o selo e colar

Eu parei com Academia, porque vi que é besteira
Fazer a musculação ou correr sobre uma esteira
Se posso praticar esporte, em casa, no entardecer
Eu e meu companheiro, nós não gastamos dinheiro
Lá na área de lazer

Têm coisas que a gente faz e que às vezes, não precisa
Viver na modernidade, isso aí, nos escraviza
Celular, ações na Bolsa, computador, Carão Visa
Sem isso, a vida segue e viver a gente consegue
E o dinheiro economiza.

Vídeo incorreto?