O samba que eu canto
Não é careta
É samba da hora
É coisa preta

No compasso do reco
No som do violão
É na ginga dos pés
E na palma da mão
Samba bem brasileiro
Da melhor qualidade
Alegrando aos mais velhos
Também à mocidade

Sou carioca da gema
E um bom pagodeiro
Sou da terra do samba
Salve o Rio de Janeiro
Junto dos meus amigos
A noite toda eu enfrento
No braço do cavaco
Eu mostro meu talento

Vou dizer a verdade
Ouça bem, meu senhor
O samba é minha vida
A ele devo favor
Canto com energia
O som do meu país
Espalhando alegria
Assim, vivo feliz.

Vídeo incorreto?