Pai...
Passe o tempo que passar
Nada consegue apagar
Da nossa doce lembrança
Seu abraço, seu carinho
Em nosso pequeno ninho
Quando éramos crianças

Pai...
Todos nós, tão dependentes
E nos víamos tão contentes
Quando pra casa voltava
Sua presença era importante
Queríamos a todo instante
Estar com quem nos amava

Pai...
Agora estamos crescidos
Mas continuamos seu amigo
Mesmo com a separação
Hoje a saudade nos devora
Depois que você foi embora
Nos restou decepção

Pai...
Se um dia se arrepender
E por acaso resolver
Voltar ao antigo teto
Não precisa nem chamar
A casa é sua... é só entrar
Mas traz de volta seu afeto

Pai...
Pra nós vai ser alegria
Esperamos esse dia
Lá em casa te abraçar
Apesar dos empecilhos
Saiba que todos seus filhos
Não vão deixar de te amar.

Vídeo incorreto?