Arrastei o meu banquinho e sentei lá num cantinho
Por que veio a inspiração
Para contar essa história, gravada em minha memória
E que me traz emoção

Eu ainda era pequeno, sete anos, mais ou menos
Me tornei conhecedor
Que havia na cidade, um time bão de verdade
E já fiquei torcedor

Ouvia o rádio anunciar que o time ia jogar
E eu queria ir torcer
Sentar na arquibancada pra vibrar com as jogadas
Que o time ia fazer

E foi assim, certo dia, pra minha grande alegria
Meu pai me fez um negócio
No Clube, ele me levou e lá mesmo me entregou
Minha carteira de sócio

Então, eu podia ir... lá no estádio, aplaudir
Pular, vibrar de emoção
Disso tudo, ainda lembro, ver o XV de Novembro
Meu time do coração

O uniforme zebrado, tão bonito e respeitado
Pelos times brasileiros
No gramado, o XV entrava e a vitória conquistava
Um esquadrão verdadeiro

O XV ficou famoso, até em jogo amistoso
Era difícil perder
Jogava sempre com raça, no final... levava a taça
Fazia por merecer

Pro XV, não tinha páreo! Qual fosse o adversário
Fazia tremer o Barão
As vitórias em fileiras, contra o Santos, São Paulo, Palmeiras e o Corinthians, do povão

Olha moço! Muito tempo já passou, mas quinzista ainda sou
E vou continuar assim
Porque essa paixão não acaba. Então viva Piracicaba
E viva o querido Nhô Quim.

Vídeo incorreto?