Plantei uma muda mutante ao longo do rio
Plantei uma muda mutante num grande terreno baldio.
A muda mutante tornou-se uma muda falante
Se comunicou com a terra e proliferou o amor
Pondo fim na guerra.

A muda mutante que pequena era
Agora deixou-se crescer em jardim
E tornou-se o reduto das cores,
Das flores singelas.

Eram flores de sol, flores de sorte,
Flores gigantes do bem, para espantar a morte.
Deparei com a morte mas não me assustei e puxei seu capuz
Revelei finalmente a cabeça era dela uma bola de luz.

Um morango gigante apareceu
A cabeça da morte veio me mostrar que a luz era eu.
Um morango gigante apareceu
A cabeça da morte veio me mostrar que a luz era eu.

Plantei uma muda mutante ao longo do rio
Plantei uma muda mutante num grande terreno baldio.
A muda mutante tornou-se uma muda falante
Se comunicou com a terra e proliferou o amor
Pondo fim na guerra.

A muda mutante que pequena era
Agora deixou-se crescer em jardim
E tornou-se o reduto das cores,
De flores belas.

Eram flores de sol, flores de sorte,
Flores gigantes do bem, para espantar a morte.
Deparei com a morte mas não me assustei e puxei seu capuz
Revelei finalmente a cabeça era dela uma bola de luz.

Um morango gigante apareceu
A cabeça da morte veio me mostrar que a luz era eu.
Um morango gigante apareceu
A cabeça da morte veio me mostrar que a luz era eu.

Vídeo incorreto?