E quando morre a gente chora né
E quando nasce a gente ri né
Mas quem nasce chora
E quem morre sorri
Bahia é terra de dois
É terra de dois irmão
Governador na Bahia é Cosme e São Damião
Quem tem que vim que venha
Quem tem que ir que vá
E a morte veio e chegou bem de repente
Prá mostra prá toda gente que a morte também vem
Foi de bazuca, tiro, atropelamento, de carroça, De jumento, de lambreta, fusca e trem
Ninguém espera, ninguém fica esperando
Só porque é pernambucano não acha que vai sofrer O homem gordo, o homem magro,o homem alto,
O homem baixo, o homem feio também nascem prá morrer
Conheço um cara que comeu manga com leite,
Foi picado por serpente conseguiu sobreviver
E aquele outro pisou numa taturana, teve morte instantânea
Não dá nem prá entender
Quem tem que vir que venha
Quem tem que ir que vá
E quando morre a gente fica chorando
E quando nasce a gente ri
Mas quem nasce chora e quem morre sorri

Vídeo incorreto?