No silêncio de uma noite,
Nascem flores no jardim.
Eu me lembro que ainda existe,
Um restinho de esperança.
Eu tão triste sem carinho,
Quero encontrar meu bem.

Coração que já não bate,
Despertou e não quer nova ilusão.
Tanto tempo eu espero,
Derramar uma lágrima de emoção.

Gira ao mundo, gira ao mundo,
Vou vivendo tão sózinha assim.
Pois alguém que tanto eu amo,
Eu deixei ser ter motivo,
E por isso meu sofrer
Não tem mais fim.

Folheando o calendário,
Quantos dias já passados.
E relembro com saudades,
O seu nome em minhas preces.
E de noite tão sózinha
Eu sussuro sem cessar.

Vídeo incorreto?