Ninguém bebe sozinho


Você trouxe aquela garrafa para casa em um saco de papel
Abriu a tampa e trancou as portas
E não há nada além de solidão dentro daquele copo
Então você serve um pouco
E não há ninguém para julgar você
Pelo menos isso é que você diz para você mesma, mas

[Refrão:]
Você não sabe
Ninguém bebe sozinho
Todo demônio, todo fantasma
Do seu passado
E todas as memórias você tem guardado
Seguem você para casa
Ninguém bebe sozinho

Você lembra do uísque no hálito de seu pai
Então você sempre prefere o vinho
E você assusta seu pequeno irmão a beira da morte
Você somente mantem isto tudo dentro
Você pode ouvir a sua mãe chorando
Só agora ela chora pra você, e

Você não sabe
Ninguém bebe sozinho
Todo demônio, todo fantasma
Do seu passado
E todas as memórias você tem guardado
Seguem você para casa
Ninguém bebe sozinho

Certamente você está sozinho
Ei, não deixe você se sentir uma tola

[Repete Refrão]

Ninguém bebe sozinho