Grotesco


Olhares frios me apunhalam enquanto bajulo aqueles acima de mim
O suor escorre pelas minhas costas. Alguém disse "eu te odeio"

Eu tento elogiar como fofa a voz irritantemente doce daquela garota
Eu odeio até a morte a minha risada. Alguém disse "eu te odeio"

Nós não podemos sobreviver a menos que pintemos de negro a beleza de vivermos sendo verdadeiros a nós mesmos

Você é capaz de estar feliz por ele? Você não quer o que ela tem?
Será possível que você é especial? Sou eu, por que você não me mata?

Eu sou grotesco, você pode me amar? Para ser sincero, você quer chorar, não quer?
Você carrega o meu passe para viver hoje? Sou eu, por que você não me mata?

Quando eu digito "de", meu celular sugere a palavra "desculpe-me"
Uma desculpa insensível na ponta dos dedos. Alguém disse "eu te odeio"

Quanto mais azul o céu, mais suave o vento,
Mais alto os meus suspiros soam. Alguém disse "eu te odeio"

Você disse que está vivendo sendo verdadeira a si mesma, mas os seus olhos não têm vida

Você gosta da infelicidade dele? Você pode dizer a ela o que você realmente pensa?
No fundo, você não está zombando? Sou eu, por que você não me mata?

Eu sou grotesco, você pode me amar? Para ser honesto, você está feliz, não é?
Você carrega o meu passe para viver amanhã? Sou eu, por que você não me mata?
(Sim, por que você não me mata?)

Vamos lá, desenterre os meus segredos e me exponha

Você é capaz de estar feliz por ele? Você não quer o que ela tem?
Será possível que você é especial? Sou eu, por que você não me mata?

Você é grotesco, você consegue se amar? Para ser sincero, você quer chorar, não é?
Você carrega o meu passe para viver hoje? Sou eu, por que você não me mata?