Se eu fosse mulher


Se eu fosse mulher, teria que começar
Por abrir toda a cortina do fundo do mito original
E do homem macho

Se eu fosse mulher poderia publicar
Milhares de razões do segredo de Don Juan
As gargalhadas se misturaria ao chorar

Se eu fosse mulher a mim não me buzinariam
Um tonto com carro, música de fundo e pose do eu falso
Me daria o gosto de ficar com ele

E assim nada de igualdade
Morte ao violador
Prêmio à infedelidade
Lhes faria provar isso que chamam nossa liberdade

Se eu fosse mulher
Se fosse mulher
Eu me teria que querer

Se eu fosse mulher não me casaria
Não, nada de sustentar, nada de comprimidos que as tome ele
E agora que o sabe agora tomá-me

E assim nada de igualdade
Morte ao violador
Prêmio à infedelidade
Lhes faria provar isso que eles chamam nossa liberdade

Se eu fosse mulher
Se fosse mulher
Eu me teria que querer

E assim nada de igualdade
Morte ao violador
Prêmio à infedelidade
Lhes faria provar isso que chamam nossa liberdade…

Se eu fosse mulher
Se fosse mulher
Eu me teria que querer