Seu pior erro


Faz um tempo que comento com o travesseiro
Que talvez para você sou uma carga,
Faz um tempo que já não creio em nada
E notei o seu sorriso um pouco cansado

Com os dias se amontoam os momentos,
Que perdermos por sermos tão sinceros.
E ainda que não creia em mim, creio que ainda creio em você.
E ainda que não me queiras, creio que ainda te quero.

Eu, perdida nessa confusão
De não saber se sim ou se não...
Vou evitando suas olhadas.
Eu, sei que foi seu pior erro
Me aquieto com a sensação,
De não ter as coisas claras.

É tocado com a ponta dos dedos,
Esse céu que prometes com seus beijos.
Como uma criança me criei com seus contos,
E ainda que você me entenda...
Eu já não te entendo.

Só quero as recordações desse inverno
Que passamos enterrando sentimentos.
E ainda que não creia em mim, creio que ainda creio em você.
E ainda que não me queiras, creio que ainda te quero.

Eu, perdida nessa confusão
De não saber se sim ou se não...
Vou evitando suas olhadas.
Eu, sei que foi seu pior erro
Me aquieto com a sensação,
De não ter as coisas claras.

É eu sei, o amargo da sua voz
O mau entre nós dois
E não passa nada.

Apaga-se a luz,
Se busco e você não está,
Se o tempo não nos diz adeus,
E tudo se acaba...

Eu!

Eu, perdida nessa confusão
De não saber se sim ou se não...
Vou evitando suas olhadas.
Eu, sei que foi seu pior erro
Me aquieto com a sensação,
De não ter as coisas claras.