Malabaristas
(Alisson Jázer & Felipe Sandrin)

Toda rua tem esquina
Toda esquina tem alguém com histórias pra contar
O mendigo, a solidão, o sequestro não ouvido
A ausência do carinho, junto da incompreensão

Toda rua tem esquina
Toda esquina tem alguém, sua história pra contar
Pintados, malabaristas vendem a sua graça
Mas por detrás da tinta, a tristeza não disfarça

Se fosse tão simples embarcar num trem e sumir
Seria mais fácil fugir pro além, conhecer um outro alguém, pra viver um pouco mais

As histórias, que perdi sempre o final
Não leve a mal
A memória é assim, não lembro mais
Não lembro mais

O mundo nos ensinou a não sermos culpados
Se há sangue em nossas mãos, não é fruto do pecado
Toda rua tem esquina
Toda esquina tem alguém, com histórias pra contar e ninguém para as ouvir

Vídeo incorreto?