Achei uma bola de ferro
Presa nela uma corrente
Tinha um osso de canela
Deu tristeza em minha mente
Esse osso de canela
Veio de outro continente
De jeito nenhum, não é preconceito
Negro ou branco têm direito
Nossa escola não faz distinção de cor
Pra falar sobre esse tema
Foi que surgiu o problema
E o dilema se avizinhou
Ôô, ôô, a nossa escola
Enaltece a negra gente

Que nunca ficou chorando
Sempre viveu cantando, fingindo contente

Negro paga imposto
Negro vai a guerra
Negro ajudou a construir a nossa terra
Temos a pergunta
Não nos leve a mal
Por que só no tido de momo
Que o negro é genial?

Ele é capitão
Ele é general
Poderia ser tanta coisa
Dentro da vida real

Laia laia laia laia laia
Laia laia laia laia laia.

Vídeo incorreto?