Um dia passei por grande provação.
Bastante chorei minha desilusão.
Meus dias passaram no vale de dores
Onde as aves não cantavam, e não haviam flores.
O vento soprava, lá fora chovia
Minha alma chorava em cruel agonia.
A noite escura desceu sobre mim
Uma noite de amargura que eu pensei não ter fim

Coro
Águas passadas, não movem moinhos
Em minhas pisadas não, não há mais espinhos
Eu fui renovado em minh'alma há paz
Jesus vem comigo e o triste perigo.
Ficou para trás

Ás vezes preciso pensar um pouquinho
Que as rosas tão belas produzem espinhos
Porém dão aroma e enfeitam também
Assim mesmo são as provas que nos sobrevem.
As lágrimas tantas que um dia chorei.
Se fizeram em pedras e eu colecionei.
Em pedras preciosas, de raro valor.
Que enfeitam hoje em dia meu caminho de amor.

Vídeo incorreto?