Quando este céu azul ficar enegrecido
Com milhões de nuvens negras poluindo o ar
Nesse mundo que hoje canta se ouvirá gemidos, se ouvirá, se ouvirá
Quando o sol se escurecer e não der mais o brilho
E não for simplesmente apenas um eclipse
Quando isso acontecer é tempo de clamor
É tempo de dor é o Apocalipse

São sete taças derramadas da ira de Deus
Sobre a terra sobre os rios, sobre os mares
Convertendo águas potáveis em rios de sangue
Ao som de explosão de bombas nucleares
É a ira de Deus que se derramou nos ares
E destruiu cada satélite que estava lá
Internet, telefone, TV, estação de rádio
Toda tecnologia humana vai falhar
É pane no sistema, é avião caindo, porque do nada o piloto sumiu
E ninguém viu
É trem desgovernado
Carros que bateram
É o metrô que não parou na estação
Mas que confusão?
É a dor da mãe que perdeu o filho
A separação de sua alma triste
É o Apocalipse, é o Apocalipse

Mas enquanto o mundo chora a igreja está na glória
Comemorando a vitória que ela teve sobre a morte
Glorificando, adorando, exaltando, declarando pro Universo que Jesus é forte
Vai ser lindo aquele dia quando o sol da alegria
Vai brilhar sobre a igreja pra enxugar todo o seu pranto
Vai ser maravilhoso estar no céu de luz e dizer Tu és Santo
Santo Santo é o Cordeiro que venceu
Santo Santo é o Filho de Deus

Vídeo incorreto?