Por ai...sem amor


Toda vez que a solidão me alcança
Eu pergunto: será que eu mereço?
Também sei como é difícil amar sem sentir dor

No descompasso nosso caso
Foi muito mais além de carinho
Agora eu sei que eu nunca soube nada do amor

Então não deixe mais a porta aberta
Eu desatino e não sei se resisto
Segundo a nossa hermética você sabe o que eu sou

Qual o final da nossa história
Eu não sei dizer, só sei dizer o que eu sinto
Eu continuo por ai, seguindo sem amor

Certas noites eu não sei chegar
Só sigo me leva o destino
Quando procuro minha alma pelo chão

O vento soa em meus ouvidos
E me diz que eu preciso de abrigo
Onde estava você quando a chuva começou?

Vídeo incorreto?