O tempo apagou as marcas que o amor deixou
Nem pregos mais há da cruz que se ergueu lá
Mas Ele é real, pois já O senti bem junto a mim
E, pude notar, Seu amor jamais se explicará

Os pregos ficaram cravados em Suas mãos
Seu rosto sangrava, mas não mudava a feição
Ao olhar, eu pude perceber, então,
Que Jesus esperava a entrega do meu coração

Fiquei a pensar em toda minha vida, então,
Costumo aceitar de graça todo esse perdão?
Então, a lutar, morrendo lá na cruz em dor,
Pude entregar por completo o meu coração
Lembre de mim, ó Jesus, meu amigo,
Quando entrares no Teu paraíso

Os pregos ficaram cravados em Suas mãos
(em Suas mãos por mim)
Seu rosto sangrava, mas não mudava a feição
Ao olhar, eu pude perceber, então,
Que Jesus esperava a entrega do meu coração

Os pregos ficaram cravados em Suas mãos
(foi por me amar)
Seu rosto sangrava, mas não mudava a feição
Ao olhar, eu pude perceber, então, (lá na cruz)
Que Jesus esperava a entrega do meu coração

Jesus Cristo ainda espera a entrega do seu coração...

Vídeo incorreto?