Ele puxou de uma adaga
E veio pra me matá
Eu puxei do meu revólve
Apertei o gatilho e "pá"
A adaga fazia um "vú"
Vinha pra cá e pra lá
Como aspa de brazina
Que se agacha a atropela

Corpeei mais uma estocada
Dei mais dois tiro - "pá...pá"
Não estava pra peleia
Só atirava pra errá

Pra quem se criou matando
Pendão de caraguatá
Pra mim é uma diversão
Quem chega pra me matá

Nisso chegou dois milico
Com mais um pra reforçá
Eu ia naquela dança
De se negá e se negá

Corpeei mais uma estocada
Dei mais dois tiro - "pá...pá"
Não estava pra peleia
Só atirava pra errá

Toda lei é compreensível
Foi fácil de me explica
Não matei ele por gosto
É que não dexei me matá

Enfiei o trinta no 'colde'
E chega de me chairá
Eu admiro a coragem
Devolvo a adaga pro piá

Corpeei mais uma estocada
Dei mais dois tiro - "pá...pá"
Não estava pra peleia
Só atirava pra errá

Eu sou um peão do Rio Grande
Meu ofício é trabaiá
Pois quando um não quer briga
Não tem como dois briga

Não estava pra peleia
Só atirava pra errá...

Vídeo incorreto?