Eu que achava que eram flores,
Flores e mais nada,
Que nas cores do teu gosto era onde eu morava

Cada pedaço da gente
Tinha a sede de crescer
Tinha que pra ser feliz, era só eu e você

Só não contei com ciúme,
A dor de amor que desune
Essa saudade que imprensa
A solidão que não pensa
Senti o desejo voando
O coração dispersando
E o teu silêncio narrando
O nosso amor indo embora

Agora olha pra mim
Torça por nós
Queira que não seja o fim, queira que sim
Solta essa voz
Feito a manhã, feito a manhã
Pinta pra mim
Agora chega de afã, chega!
É claro que eu tô afim.

Vídeo incorreto?