Chuva de Pedras
(Lucas Cardoso)

Uma casa erguida no custo da vida de um
Pra abrigar emoções e os sonhos de alguns
Um corte na veia e a casa amanhece escura
Aos poucos o piso afunda e ninguém se segura
Muda o clima da Terra

Você quer sair dessa ilesa e corre pro quarto
Tenta incinerar evidências que lembram o fato
Mas não adianta fugir dessa tempestade
Trovões se aquecem nos limites da cidade
Nuvens prontas pra guerra

Você abriu no meu coração uma cratera
Você deu início ao furacão que te espera
Uma chuva de pedras

Não preciso aduzir, você sabe bem o porquê
Suas armas letais são momentos de prazer
O granizo alvejou, estilhaçou a vidraça
Você ocultou o primeiro sinal de fumaça
A neblina navega

Vídeo incorreto?