Quase sempre pego a mesma estrada
Cheia de poeira do interior
Quando chove é um lamaceiro
Só se sai puxado por um bom trator

Essa vida tem altos e baixos
Dias de fartura outros de escassez
Depois da tempestade a bonança
Nuvens carregadas indicam chuva outra vez

O amor parece estrada segura
Mas de repente o tempo muda
Você não sabe mais o que vai ser
Fica escorregadia vira atoleiro
Você acaba entrando em desespero
Esperando alguém te socorrer

Quase sempre pego a mesma estrada
Cheira de poeira, cheia de ilusão
Eu preciso conhecer melhor meu interior
Estradas do meu coração

Vídeo incorreto?