Amei profundamente
Todas as que conheci
Chorei profusamente
Por cada uma que perdi
Amei sem emoção
Só pra sentir que estava vivo
Deixava o coração
Atrás da porta escondido
Amei com emoção
Não sei se fui correspondido
Há sempre um coração
Atrás da porta escondido

Por todas que eu chorei
Por todas que ainda vou chorar
De uma coisa eu sei
Eu tenho histórias pra contar
Por todas que eu amei
Por todas que ainda vou amar
De uma coisa eu sei
Eu tenho histórias pra contar

Eu já sofri demais
Por me atirar de corpo e alma
Às vezes tanto faz
A mão que te afunda ou salva
Mas nunca vou deixar
De mergulhar no espaço aberto
Porém sem me enganar
Amor e dor convivem perto
Mas nunca vou deixar
De procurar o rumo certo
Porém sem me encanar
Quem ama já nasceu liberto

Vídeo incorreto?