Marcas de Desilusão
(Lucas Cardoso)

Conto as horas e os minutos
Os segundo vem e vão
Disparam as batidas
Do meu coração que chora
Não há como impedir
O sol que queima
E me esgota
Mais um dia
E eu tenho de ir embora

Mas não há pra onde ir
Não há casa nem família
Só a dor a me seguir
Eu que faço a minha trilha

Debaixo desse concreto
A insegurança e a solidão
Companheiras da tristeza
Marcas de desilusão

Meu alimento é o pó da estrada
Sem destino e sem parada
Cada passo dado
Mostra o quanto eu errei
O meu tormento é o meu passado
Por que tudo deu errado
Não deveria
Ter amado como eu amei

Vídeo incorreto?