Tudo de repente não pensei duas vezes para decidir
No dia seguinte eu já tinha motivos para ser feliz
Fiquei radiante, tudo o que eu queria estava em minhas mãos
Eu perdi o medo e lhe dei as chaves do meu coração

Todos os meus sonhos, todos os segredos confidenciei
Entreguei-lhe as armas, abaixei a guarda
Me despreparei
Não me previni contra os imprevistos próprios do amor
Quando me dei conta ela não estava mais, me abandonou

Louco pelas ruas vasculhei os guetos e não encontrei
E nenhuma pista de quem por instantes eu amei
Estou muito fraco, minhas energias ela esgotou
Eu fiquei vazio, nem a esperança ela me deixou

O que eu faço agora?
Já não tenho mais lugar pra onde ir
Todas as lembranças são o pesadelo que me expulsa daqui
Nem um inimigo conseguiria destruir-me assim
Ela deu a arma, fez com que eu mesmo atirasse em mim

Vídeo incorreto?