Eu conheço um camarada que é pa lá de vaidoso
Mas está ficando careca, e pra ele isso é penoso
Vive usando remédios pra salvar os seus cabelos
Mas vê que nada adiante quando olha no espelho
Sua careca é mais lisa, do que bola de boliche
Às vezes até parece aquele pão de sanduíche
Dizem que é dos carecas que as mulheres gostam mais
Mas não é bem desse jeito o reflão que o povo faz

Aeroporto de mosquito, capacete espacial
O cara só tem cabelo na nuca e na lateral
Kojak, teto de fusca, cabeça de lua cheia
Se você não se cuidar, vai cair o respo da teia

Esse meu amigo desde o tempo de menino
Já mostrava inclinação pro seu lado feminino
Com o tempo virou homem de musculatura firme
Deu um "look" no "rapaz"
E foi jogar em outro time
Pra familia não saber que "ele late mas não morde"
Faz tipo de predador e uma cara de "bulldog"
Dá uma de "badboy", faz alpinismo e rapel
Mas a noite solta a franga e no "point" vira "girl"

Tira a camisa e veste blusa coladinha,
Põe peruca bem loirinha, e show de rodar bolsinha
Vai dizendo pro cliente "o program é dez real"
A noite inteira é Sofia, mas quando amanhece o dia
Volta a ser o Nicolau.

Na casa ao lado, tá morando uma dona
Todo mundo está falando que ela é garota de programa
Mas o problema é algo que ela plantou
Lá na beira do seu muro e a coisa se alastrou

E foi subindo no poste de energia,
Quando foi um belo dia, veio dar na minha sala
E foi crescendo, trepando feito louca,
Entrou no meu guarda-roupa, se enrolou na minha mala
Fiquei nervoso com aquela invasão,
Quando vi a plantação invadir minha cozinha,
Cego de raiva eu entrei no seu quintal
Fui lá e meti o pau na trepadeira da vizinha

Minha vizinha gritando de lá
Minha mulher desmaiando de cá
Uma gritava, outra passava mal
E eu devastando aquele matagal

Minha vizinha gritando de lá
Minha mulher desmaiando de cá
Uma gritava, outra passava mal
E a trepadeira caindo no pau