Reforma

Vejo angústia
Vejo egoísmo
Prevalecendo
Terra dos homens

Tanta ganância
Vem separando
Dos que só roubam
Dos que tem fome

Quem me dará alimento e paz
Em meio a tanto furor
Neste glacial desamor
Quem esquenta

Quem me verá acender a luz
Nas trevas desta escuridão
Onde tantas mentiras estão
Na moda

O que vale
O que serve
O que presta
O que é
Neste tempo de consumo
Quanto vale sua fé
Seus joelhos
Suas palavras
Quanto vale sua canção
Do que vale a esperança
Frente toda escuridão
Muito tempo
Fui seguindo
Questionando meu caminho
Muito tempo procurando
A resposta pro vazio
De repente... De repente
Vi ao longe despontar
Uma luz revigorante
Uma luz a elucida
Era o sol
Se aproximando
Era a luz a me cercar
Quando no escuro
Não pensava que ira encontrar


Jesus Cristo
Luz do mundo
Faz reforma
No meu caminho
Coloca os meus pés
Sobre uma rocha
E de um naufrágio
Eu sobrevivo

Vídeo incorreto?