Te ver assim é tão ruim, chorando estás de tristeza e dor
Mas filho sou o teu senhor, sou teu socorro, presente na angústia
Não suporto filho meu te ver sofrendo assim
Com essa angustia sufocando o teu peito
Porém essa provação hoje chegou ao fim
E a vitória vou te dar de qualquer jeito
Pois nem mesmo o inimigo de sua alma
Filho meu pode me impedir de te abençoar

Quando ele te fere sou eu quem te cura
Quando te abate eu te levanto
E quando ele tenta te jogar na lama
Te pego nos meus braços
Cubro com meu manto
Quando ele diz não vais conseguir
Te tomo pela mão te faço prosseguir
E quando ele fala que é dono seu
É mentira dele seu dono sou eu
Seu dono sou eu, seu dono sou eu, filho meu
Seu dono sou eu, seu dono sou eu, filho meu

Não suporto filho meu te ver sofrendo assim
Com essa angustia sufocando o teu peito
Porém essa provação hoje chegou ao fim
E a vitória vou te dar de qualquer jeito
Pois nem mesmo o inimigo de tua alma
Filho meu pode me impedir de te abençoar

Quando ele te fere sou eu quem te cura
Quando te abate, eu te levanto
E quando ele tenta te jogar na lama
Te pego nos meus braços e cubro com meu manto
Quando ele diz não vais conseguir
Te tomo pela mão te faço prosseguir
E quando ele fala que é dono seu, é mentira dele
Seu dono sou eu, seu dono sou eu, seu dono sou eu, filho meu
Seu dono sou eu, seu sono sou eu, filho meu

Quando ele te fere sou eu quem te cura
Quando te abate, eu te levanto
E quando ele tenta te jogar na lama
Te pego nos meus braços e cubro com meu manto
Quando ele diz não vais conseguir
Te tomo pela mão te faço prosseguir
E quando ele fala que é dono seu, é mentira dele
Seu dono sou eu, seu dono sou eu, seu dono sou eu, filho meu
Seu dono sou eu, seu sono sou eu, filho meu

Vídeo incorreto?