Ansiedade


Há em teus lábios de flor
Um veneno mortal
São tuas carícias de amor
Um delírio sensual
Tem o calor
Que tuas mãos me deixam
Uma ansiedade que me queima
Até o coração
Tem a luz dos teus olhos
Um fogo fatal
É como outras mulheres
E não é igual
É fogueira insaciável
Que consome minha razão sem compaixão
Que posso fazer, se tu quiseres
Já é minha vida
Sei que não estar a teu lado
Sinto-me morto
É que o amor que me deu
Eu o quero viver
Parta minha vida em pedaços
Que eu a ti, não mais a ti
Quero te dar
Teus braços serão
Calor do meu querer, mulher