Angelo della nebbia (tradução)


Escolhidos por quem sabe que mão
Para serem jogados no meio da neblina
Com quem na neblina já se apresentou
e tem ombros curvos e vestes úmidas
Corridas terminadas na manhã
Com o coração que bate em um monte de areia
Sobre fatias de asfalto no fundo rendido
Duas lebres cada tanto param por ali
param para gritar:
Estamos aqui
Anjos da neblina
Olhe-nos
Jogue-nos só um pouco
De cor
Anjo
Pode nos ouvir ou não?
Estás ali?
Estás ali?
Estás ali?
Existe um prato cheio de vida
Apoiado em apostas já perdidas em partida
Mas antes de tudo vão todas jogadas
Que o anotador se divirta um pouco
Sentes mesmo tudo bem? Ou não?
Barulhos e corpos atenuados
E gotas que experimentam banhar-se dentro
Duas lebres se dão uma bela sacudida
E no próximo campo param um pouco
Param para gritar:
Estamos aqui
Anjos da neblina
Olhe-nos
Jogue-nos só um pouco
De cor
Anjo
Pode nos ouvir ou não?
Estás ali?
Estás ali?
Estás ali?