A boiada seca
Na enxurrada seca
A trovoada seca
Na enxada seca

Segue o seco sem secar que o caminho é seco
Sem sacar que o espinho é seco
Sem sacar que seco é o Ser Sol

Sem sacar que algum espinho seco secará
E a água que sacar será um tiro seco
E secará o seu destino seca

Ô chuva, vem me dizer
Se posso ir lá em cima pra derramar você
Chuva vem, chuva vem dizer
Ó chuva, preste atenção
Se o povo lá de cima vive na solidão

Se acabar não acostumando
Se acabar parado calado
Se acabar baixinho chorando
Se acabar meio abandonado

Pode ser lágrimas de São Pedro
Ou talvez um grande amor chorando
Pode ser o desabotoado do céu
Pode ser coco derramado

Ô chuva, vem me dizer
Se posso ir lá em cima pra derramar você
Chuva vem, chuva vem dizer
Ó chuva, preste atenção
Se o povo lá de cima vive na solidão

Chuva vem me dizer
Chuva vem, chuva vem, chuva vem dizer
Chuva vem...
chuva vem, vem, vem, vem me dizer
Cem, vem, vem me dizer...

Chuva vem, vem, vem
Chuva vem, vem, vem
Chuva vem me dizer

Vídeo incorreto?