Vai pagode de viola Por esse chão Brasileiro
Vai encurtar a distancia do cantados violeiro
Quem foi o Rei do pagode sempre será o primeiro
Modão tem que ter viola
Afinada na escola
Do mestre Tião Carreiro

Morre o homem e fica a fama
Quem foi Rei é Majestade
Tião Carreiro ainda vive
No chão da nossa Saudade

Quantos amores nasceram em noites enluaradas
Ao som da viola caipira na janela da amada
É muita paixão no peito muitas lágrimas choradas
Que a dor do amor só consola
Quando se ouve a viola
Que Tião Carreiro tocava

Morre o homem e fica a fama
Quem foi Rei é Majestade
Tião Carreiro ainda vive
No chão da nossa Saudade

Pagode e moda de viola são raízes verdadeiras
A cultura e tradição da nossa vida campeira
É o som da peonada é a festa Brasileira
É meu sertão prosa e verso
Da frase "Ordem e Progresso"
Escrita em nossa bandeira

Morre o homem e fica a fama
Quem foi Rei é Majestade
Tião Carreiro ainda vive
No chão da nossa Saudade

Vídeo incorreto?