Onde tem gente inzibida, corto volta e nem encosto
inzibição é tolice, é coisa que eu não gosto,
Tem tonto que me oia torto pelos trajes que eu adoto
Mais se tentar fazer graça, comigo a coisa embaça,
Na hora de mostrar raça, vai ter surpresa eu aposto,

Não so inzidido, nem abeiudo
Dinheiro eu tenho, mais naum abuso
Eu so caipira mais tenhu istudo
Eu so assim desse jeito,
Sem luxo e sem preconceito,
Meu patrimonio é bem feito
Mais eu so, simplão de tudo


Não frequento roda chique mesmo que for convidado,
Essa gente é igual wisk, metade é falsificado,
E os "Made in Paraguay" que são os mais abusado,
Se isnobar do meu jeitão, vai entrar na contra mão
Vai saber que esse pião nunca deu um pulo errado,

Não so inzidido, nem abeiudo
Dinheiro eu tenho, mais naum abuso
Eu so caipira mais tenhu istudo
Eu so assim desse jeito,
Sem luxo e sem preconceito
Meu patrimonio é bem feito
Mais eu so, simplão de tudo


Essa gente metida a besta, dá nojo até de falar,
Tão comento abobrinha e arrotanto caviar,
Andando em carro importado que comprou e não vai pagar,
Com documento inrolado, financiamento encrencado
Os bacana tão quebrado, mais só pensam em se mostrar


Não so inzidido, nem abeiudo
Dinheiro eu tenho, mais naum abuso
Eu so caipira mais tenhu istudo
Eu so assim desse jeito,
Sem luxo e sem preconceito
Meu patrimonio é bem feito
Mais eu so, simplão de tudo...

Vídeo incorreto?