Nos ponteio da viola vou falar de Tião Carreiro
Que deixou bons violeiros pra cantar neste mundão
Com um jeito bem humilde parecia um passarinho
E juntou o seu talento pra cantar com o Pardinho

Tião Carreiro que se foi mais seus versos aqui ficou
No boteco da esquina sempre tem um cantado
Que cantando amargurado sempre chora de saudade
Relembrando o professor

Somos todos muito grato pelo o que você deixou
Vamos levar o seu nome para novos cantadores
Nos tocamos aqui na terra você canta ai no céu
Com Jesus de Nazaré Anjo Arcanjo e Gabriel

Cada um tem seu destino também somos cantadores
Deixamos nosso recado para falar de seus valores
Com um solado de viola eu termino esta canção
Luiz Carlos e Santiago um beijo no coração

Vídeo incorreto?