Eu era um cara q'nunca bebia
Q'ñ fumava e quase ñ saía
De vez em quando me sentava a mesa
Só guarana e nada de cerveja
Mas conheci uma linda garota
A qual entreguei o meu coração
Só ñ pensei q'no final da conta
Seria vitima da solidão
Então,sozinho,eu entrei no bar
Pedi cigarro e p/ligar o som
E disse ñ á voz da conciência
E num estalo pedi ao garçom
Cerveja,cerveja,cerveja!
Eu bebo,bebo"todas q'vier"
Cerveja,cerveja,cerveja!
Eu tô maluco por essa mulher

Vídeo incorreto?