Minha pedra meu livro meu ninho
Meu lápis papel pergaminho
É a bola, é a nota, é o tom, é o som
O meu chão, meu passarinho

Não importa Jesus de costas
Proteção já fincou na encosta
Na igreja de Nossa Senhora
Que abençoou, abençoou

Volta e meia Jesus de revés
Olha e pisca pros filhos fiéis
Dando as mãos e aos pés
Um talento que nos desenhou

Nas esquinas das curvas incertas
Minha casa de portas abertas
Ao amor que o ator desempenha
São segredos que eu tenho a senha
O meu samba é a herança de ti minha Vila da Penha

O Marco Polo da minha eterna Amizade
Atravessa o Caminho da Prosperidade
Velhas ruas do bom elegante Carlão

Papos, botecos, viola meu irmão
Banda Raízes, Largo do Bicão
Fraternidade, Justiça e Inpiração

Salve a Igreja da penha
A primeira que é vista no céu do Galeão
Ali para os lados da Vila do meu coração

Vídeo incorreto?