O faminto está solto
O faminto mostra os dentes
O talher, a sua barba escorre insana

Nossa face pintada pra guerra, ele ali se lambuzando e rindo

Algumas vezes cospe, outras engole os dejetos

Lhe ameaçamos com o homem
ele o faz de cardápio

Estudamos suas armas
Ele inventa outro arsenal

O faminto esta solto
O faminto mostra os dentes
E quando finalmente nos derrota
Começa a rodar

aiaiaiaiaiaiaiaiaiai
aiaiaiaiaiiaaiiaiaia

Vídeo incorreto?