Eu sou um cara
Se inteirando pelo mundo
Chega de bobo da corte
Basta de parangolés
Eu sou o tino
Do som que sai da grampôla
O canto da parafuzeta
Melodia de dez pés
Eu sou o toque do batuque de Naná
Sou a batuta no punho de Radamés
Sou os fieis da luta de conselheiro
Sou o pandeiro
Que a mão de Jacson tocou
Ê ê ê ê capoeira
Capoeira lá no pelô
Berimbau ecoou eu tô na dança
Olinda cadê meu carnaval
Alô mangroove, Rogê
Lula Queiroga, o Vei Mangaba
Jacinto cadê aquele coco
Que Mané mandou Murilo lhe encomendar
"Mané mandou, Maria, Mateu
Murilo mandou o meu martelo no mê-a-ma
Quando eu canto esse coco
A minha língua treme
Quem fizer outro coco em M
Eu amarro e mando matar..."
"Eu vou cantar um coco sincopado
É de banda, também de lado
Pra ver se a minha língua dar
A minha língua nesse coco não bambeia
Se esse coco é sincopado eu vou sincopar"

Vídeo incorreto?