Não, não é brincadeira não
Não, não é brincadeira não...

Eu já bebi toda minha solidão
Fiquei de lombra na ladeira do luar
E na lembrança teu carinho me invade
E a saudade fez intriga com a razão
Fiquei biruta, enlouqueci, perdi o tino
Feito um menino numa farra de bombom
Naquela tarde eu me senti um pescador
E o teu sorriso se espalhava no batom

Não, não é brincadeira não...

Aquele jeito, aquele colo, aquilo bom
Aquele abraço, aquele amasso, aquele som
Meia palavra é para bom entendedor
Meio carinho para quem ama não basta
Meio sorriso não consola uma tristeza
Meia fogueira acesa
Não aquece um grande amor

Não, não é brincadeira não...

Vídeo incorreto?