Andei pelo vale das sombras alguns quarteirões.
Sozinho e sem rumo na rua das ilusões.
Eu tinha que ser duro, tinha que ter frieza...
Na noite escura, andando de mãos dadas com a tristeza.
Com a maldade sobre a minha cabeça,
Meu mundo pequeno rodava em camera lenta.
O coração lamenta a perda diária...
Porque essa porra de dor, não era necessária.
Esvaziava minha mente que amor guardava,
Tirava as coisas boas e colocova raiva.
Mas que praga! isso só me desgasta...
E eu tento de tudo, e não adianta nada.
Por que você me deixou, largou, me abandonou?
Eu jogava bem, sem você meu jogo acabou.
Sem você o meu império ficou sem realeza,
Sem reino, só com você o rei reina.

Por que você não volta? relaxa e goza.
Vem fazer da minha vida, maravilhosa.
Nossa! meu coração te emplora.
Não perde mais tempo, vem correndo agora.
Me tira essa angustia, tira essa tristeza.
Volta pro meu lado que tudo se ajeita.
Você é felicidade, o povo te deseja.
Dona do universo, o mundo te respeita.
Trás de volta minha coragem. me devolve a esperança.
Me dê sua lealdade. trás de novo a confiança.
Me leve ás estrelas e deixe eu ver a lua,
Me aqueça com o teu sol, me leva para uma aventura.
Me mostra a sua beleza e o seu carinho,
Me diz a tua estrada que eu percorro o caminho.
Não deixe-me sozinho, de você eu preciso.
Minha vida ta sem brilho, me trás o colorido.

Por favor, senhor, fale com a felicidade.
Avisa, diz pra ela que tô com saudade.
Implora, pede pra ela voltar pra minha vida...
E que se não for pra ficar, que faça uma visita.
Faça, pra afastar de mim as mágoas...
Que me maltrata e só me desgraça.
Eu lembro como você arrasava...
E quando era minha, você brilhava!
Sem andar por baixo, era alto que voava...
E diante dos problemas, ela me apoiava.
Jhou, me abraçava nas piores ventanias.
Era você que me trazia a alegria.
Todos os dias, pra mim você sorria.
Querida, idolatrada, minha fiel compania.
Deslizante e suave, fazendo magia.
É a tal felicidade que feliz me fazia.

Vídeo incorreto?